Meu abuso favorito

Muitas pessoas têm fetiches e práticas sexuais diferentes que causam prazer e excitação. Eu conheci meu abuso favorito há alguns anos e desde então ele se tornou uma parte intrínseca da minha vida sexual.

Porém, antes de falar mais sobre isso, é importante destacar que abuso é algo que só deve ser praticado com consentimento e sempre respeitando os limites do outro. Caso contrário, é considerado violência e crime.

Dito isso, eu descobri meu abuso favorito durante uma relação sexual com meu parceiro. Ele começou a me provocar com tapas no rosto durante o sexo e aquilo me causou um prazer inexplicável. Foi aí que eu percebi que gostava de ser abusada no contexto sexual.

No começo, eu fiquei um pouco envergonhada de admitir esse fetiche para outras pessoas ou até mesmo para o meu parceiro. Mas com o tempo, aprendi que é normal sentir prazer com diferentes coisas e que isso não deve ser visto como algo errado.

Mais importante do que tudo é entender que, para praticar um abuso de forma segura e consensual, é preciso conversar com a pessoa antes e estabelecer limites claros. O consentimento é fundamental em qualquer relação sexual.

Hoje em dia, esse abuso favorito se tornou parte integrante do meu fetiche e me proporciona muito prazer. Mas é importante frisar que pessoas são diferentes e cada uma tem seus próprios limites e desejos sexuais, então não se sinta pressionado a experimentar algo que não te faça se sentir confortável.

Em resumo, descobrir meu abuso favorito foi uma jornada de autoconhecimento e aprendizado sobre práticas sexuais diferentes. Mas o mais importante é sempre respeitar a si mesmo e ao outro, estabelecer limites claros e praticar o consentimento em todas as relações sexuais.