A bailarina em Meu Malvado Favorito é uma personagem que cativa a nossa atenção desde sua primeira aparição. Seu corpo magro e suas roupas de balé impecáveis ​​nos fazem perceber que o trabalho em equipe estava bem focado em todos os detalhes da produção do filme. No entanto, o foco dessa análise não se limita apenas à aparência física da personagem, mas também à sua personalidade e à forma como ela é representativa para uma história que, em ultima instancia, é sobre adotar a responsabilidade pelo mal que alguém faz.

A bailarina é um personagem secundário no filme, que aparece bem no início, na cena de abertura da história. Ela é uma bailarina do recital de ballet que é assistido pelo personagem principal, Gru. Sua dança, romântica e grácil, é apresentada como uma pausa cômica na trama e como um exemplo de sincronia e harmonia corporal. Na verdade, a bailarina é uma imagem perfeita de uma bailarina estereotipada: magrinha, usando sapatilhas e tutus enquanto dança com graciosidade.

No entanto, ao contrário de outros personagens estereotipados em filmes de animação, a bailarina é uma personagem bem elaborada e com relevância na trama. Sua dança deixa Gru encantado enquanto ele assiste a apresentação, mas sua performance única de salto mortal inesperado, que surpreende a todos os presentes, marca o início da jornada do personagem principal quando ele decide roubar a lua. A bailarina é, portanto, uma importante representação do poder da arte e da sua capacidade de inspirar e encorajar mesmo aqueles que estão a sua volta em momentos de desespero.

Outro aspecto importante da bailarina como personagem é sua personalidade. Enquanto inicialmente ela é mostrada como uma imagem superficial da bailarina estereotipada, sua performance posterior revela um lado mais forte da sua personalidade. Ao ser informada que seu recital havia sido cancelado, ela se irritou e ficou zangada. Enquanto isso é uma pequena contribuição para desenvolver a bailarina como um personagem realmente complexo, é um toque agradável que expande a sua representação tridimensional em relação a outros personagens de fundo na trama.

Conclusão

Em síntese, a bailarina de Meu Malvado Favorito pode ser vista como uma evolução na representação de personagens estereotipados em filmes de animação. Embora sua aparência possa ser enquadrada em algumas das características que tornam difícil a diversidade de corpos, a personagem é mais que isso, ela é um recurso narrativo que traz a importância da arte, da graciosidade e da força interior junto à sua representação. A bailarina é uma presença forte na história e seus elementos de personalidade e representação podem ser estudados mais profundamente para entender a natureza da representação em obras como esta.